Ibero-Amerikanisches Institut
Preussischer Kulturbesitz






Fonoteca

The Magic Labyrinth(© IAI)
The Magic Labyrinth

A coleção da fonoteca reflete a diversidade musical da América Latina, Caribe, Espanha e Portugal, incluindo gravações de diversos gêneros, tais como tango, salsa, merengue, samba, ska, calypso, son, fado, flamenco, pop, rock, mariachi, vallenato, valsas, corridos, latin-jazz, reggae, Lied e canção infantil, além de gravações ao vivo de escritores e políticos, audio-livros, registros etnográficos e cursos de idiomas. As mídias utilizadas vão do disco de goma-laca ao CD. O acervo da fonoteca abrange cerca de 21.300 LPs, 2.100 Singles em Vinil, 1.600 discos de goma-laca, 12.470 CDs, 1.750 fitas cassete e 700 fitas magnéticas de rolo. Através do catálogo online, é possível encontrar a maior parte do acervo, sempre em combinação com o termo de busca “Tonträger”. Partituras não fazem parte do acervo da fonoteca, porém podem ser encontradas no catálogo da biblioteca.

Folkway Records

O objetivo da gravadora Folkway Records (Nova Iorque), criada no ano de 1948, era explorar e difundir os diversos sons do mundo.
A gravadora registrou sons e barulhos, bem como acontecimentos sociais e políticos. Muito antes do termo “world music” se popularizar, o selo já publicava obras de diversos músicos e artistas pouco conhecidos oriundos do mundo inteiro atuantes principalmente no circuito não-comercial. Em 1987, a gravadora foi adquirida pela instituição Smithsonian (atualmente Smithsonian Folkways).
Na coleção da fonoteca do Instituto Ibero-Americano (IAI), encontram-se 234 registros da gravadora Folkway Records. Trata-se, sobre tudo, de LPs raros com gravações da América Latina dos anos 60 e 70. 

Música erudita latino-americana

Por música erudita ou “música clássica”, entende-se uma música geralmente complexa, influenciada por padrões europeus, composta para orquestra ou solistas. Ela abrange também o chamado “Lied” e a música religiosa.
No acervo da fonoteca do Instituto Ibero-Americano (IAI), encontram-se mais de 4.000 interpretações de orquestras e solistas renomados, principalmente latino-americanos e espanhóis.

Coleção Egon Ludwig

O colecionador e musicólogo autodidata Egon Ludwig (1938-2007) reuniu uma das maiores coleções particulares dedicadas à música latino-americana nos paises de língua alemã. Em diversas viagens, adquiriu quase 10.000 gravações, tendo por foco a música brasileira, argentina, chilena e paraguaia.
Egon Ludwig compartilhava seus conhecimentos a respeito da música latino-americana em programas de rádio da então Alemanha Oriental e em diversos artigos em jornais e revistas tanto da extinta DDR (República Democrática Alemã), quanto latino-americanas (principalmente a ABC Color). Além disso, escreveu dois dicionários musicais em língua alemã: “Música Latinoamericana. Lexikon der lateinamerikanischen Volks- und Populärmusik“ (Lexikon Imprint Verlag, Berlin 2001, 710 páginas.) e “Tango-Lexikon: der Tango rioplatense. Fakten und Figuren des berühmten lateinamerikanischen Tanzes“ (Lexikon Imprint Verlag, Berlin 2002, 701 páginas.). 

Discos de goma-laca

A coleção de discos de goma-laca históricos da fonoteca abrange cerca de 1.600 discos do período entre 1903 a 1950.
A essa coleção pertence também o registro mais antigo do acervo, uma gravação do tango “El Choclo” (o milho), do ano de 1903, composto em 1900 e apresentado ao público pela primeira vez pela orquestra de José Luis Roncallo (1875-1954) em Buenos Aires em 1903.

Música para violão

A influência do violão na música latino-americana não se compara à de nenhum outro instrumento de origem europeia no continente.
A fonoteca do Instituto Ibero-Americano abriga em seu acervo quase 1.500 gravações dedicadas ao instrumento, abrangendo toda a América Latina, Caribe, Espanha e Portugal. O foco principal da coleção, no que tange a música para violão, está no flamenco e no fado, oriundos da Espanha e Portugal, respectivamente.

Tango

O tango, surgido na Argentina e no Uruguai ainda no século XIX, tem influência de diversos estilos musicais latino-americanos, europeus ocidentais e africanos. Hoje, o tango está presente como música tanto de baile quanto de concerto, em suas formas cantadas e instrumentais, tendo estas últimas sempre a “alma do bandoneon”. Com cerca de 1.200 gravações, o tango representa uma das coleções mais abrangentes da fonoteca do Instituto Ibero-Americano (IAI), num espectro que vai do tango clássico ao tango moderno, fortemente influenciado pelo jazz.

Condições de uso

O materiais da fonoteca não podem ser emprestados para além das dependências do instituto. É possível, no entanto, obter cópias para fins científicos. O formulário de requerimento acha-se aqui. Além disso, pode-se reservar um horário para ouvir as gravações no próprio instituto. Pedidos de cópias de materiais podem ser feitos no balcão de empréstimos trazendo um CD virgem o uma chave USB.

Devido a trabalho de construção e vagas de pessoal, atualmente só podemos oferecer um serviço limitado. A pesquisa no coleção e os compromissos de escuta não são possíveis até novo aviso.
Mediante solicitação específica, porém, ainda podemos fazer transferências de placa para CD para fins científicos.

Aquí encontrará mais informação

Horários de atendimento:

Segunda-feira 13 - 17 horas
Terça-feira a sexta-feira 10 - 12 horas

Contato:N.N.
Christian Fey
Telefone:

N.N.

N.N.

E-Mail:fonoteca@iai.spk-berlin.de


2021 || Ibero-Amerikanisches Institut Preussischer Kulturbesitz
http://www.iai.spk-berlin.de/