Ibero-Amerikanisches Institut
Preussischer Kulturbesitz






Fonoteca

The Magic Labyrinth(© IAI)
The Magic Labyrinth

A coleção da fonoteca reflete a diversidade musical da América Latina, Caribe, Espanha e Portugal, incluindo gravações de diversos gêneros, tais como tango, salsa, merengue, samba, ska, calypso, son, fado, flamenco, pop, rock, mariachi, vallenato, valsas, corridos, latin-jazz, reggae, Lied e canção infantil, além de gravações ao vivo de escritores e políticos, audio-livros, registros etnográficos e cursos de idiomas. As mídias utilizadas vão do disco de goma-laca ao CD. O acervo da fonoteca abrange cerca de 21.200 LPs, 2.100 Singles em Vinil, 1.600 discos de goma-laca, 12.290 CDs, 1.700 fitas cassete e 700 fitas magnéticas de rolo. Através do catálogo online, é possível encontrar a maior parte do acervo, sempre em combinação com o termo de busca “Tonträger”. Partituras não fazem parte do acervo da fonoteca, porém podem ser encontradas no catálogo da biblioteca.

Folkway Records

O objetivo da gravadora Folkway Records (Nova Iorque), criada no ano de 1948, era explorar e difundir os diversos sons do mundo.
A gravadora registrou sons e barulhos, bem como acontecimentos sociais e políticos. Muito antes do termo “world music” se popularizar, o selo já publicava obras de diversos músicos e artistas pouco conhecidos oriundos do mundo inteiro atuantes principalmente no circuito não-comercial. Em 1987, a gravadora foi adquirida pela instituição Smithsonian (atualmente Smithsonian Folkways).
Na coleção da fonoteca do Instituto Ibero-Americano (IAI), encontram-se 234 registros da gravadora Folkway Records. Trata-se, sobre tudo, de LPs raros com gravações da América Latina dos anos 60 e 70. 

Música erudita latino-americana

Por música erudita ou “música clássica”, entende-se uma música geralmente complexa, influenciada por padrões europeus, composta para orquestra ou solistas. Ela abrange também o chamado “Lied” e a música religiosa.
No acervo da fonoteca do Instituto Ibero-Americano (IAI), encontram-se mais de 4.000 interpretações de orquestras e solistas renomados, principalmente latino-americanos e espanhóis.

Coleção Egon Ludwig

O colecionador e musicólogo autodidata Egon Ludwig (1938-2007) reuniu uma das maiores coleções particulares dedicadas à música latino-americana nos paises de língua alemã. Em diversas viagens, adquiriu quase 10.000 gravações, tendo por foco a música brasileira, argentina, chilena e paraguaia.
Egon Ludwig compartilhava seus conhecimentos a respeito da música latino-americana em programas de rádio da então Alemanha Oriental e em diversos artigos em jornais e revistas tanto da extinta DDR (República Democrática Alemã), quanto latino-americanas (principalmente a ABC Color). Além disso, escreveu dois dicionários musicais em língua alemã: “Música Latinoamericana. Lexikon der lateinamerikanischen Volks- und Populärmusik“ (Lexikon Imprint Verlag, Berlin 2001, 710 páginas.) e “Tango-Lexikon: der Tango rioplatense. Fakten und Figuren des berühmten lateinamerikanischen Tanzes“ (Lexikon Imprint Verlag, Berlin 2002, 701 páginas.).  O acervo da coleção Egon Ludwig, adquirida pelo IAI em 2008, ainda não foi incluída ao catálogo online.  

Discos de goma-laca

A coleção de discos de goma-laca históricos da fonoteca abrange cerca de 1.600 discos do período entre 1903 a 1950.
A essa coleção pertence também o registro mais antigo do acervo, uma gravação do tango “El Choclo” (o milho), do ano de 1903, composto em 1900 e apresentado ao público pela primeira vez pela orquestra de José Luis Roncallo (1875-1954) em Buenos Aires em 1903.

Música para violão

A influência do violão na música latino-americana não se compara à de nenhum outro instrumento de origem europeia no continente.
A fonoteca do Instituto Ibero-Americano abriga em seu acervo quase 1.500 gravações dedicadas ao instrumento, abrangendo toda a América Latina, Caribe, Espanha e Portugal. O foco principal da coleção, no que tange a música para violão, está no flamenco e no fado, oriundos da Espanha e Portugal, respectivamente.

Tango

O tango, surgido na Argentina e no Uruguai ainda no século XIX, tem influência de diversos estilos musicais latino-americanos, europeus ocidentais e africanos. Hoje, o tango está presente como música tanto de baile quanto de concerto, em suas formas cantadas e instrumentais, tendo estas últimas sempre a “alma do bandoneon”. Com cerca de 1.200 gravações, o tango representa uma das coleções mais abrangentes da fonoteca do Instituto Ibero-Americano (IAI), num espectro que vai do tango clássico ao tango moderno, fortemente influenciado pelo jazz.

Condições de uso

O materiais da fonoteca não podem ser emprestados para além das dependências do instituto. É possível, no entanto, obter cópias para fins científicos. O formulário de requerimento acha-se aqui. Além disso, pode-se reservar um horário para ouvir as gravações no próprio instituto. Pedidos de cópias de materiais podem ser feitos no balcão de empréstimos trazendo um CD virgem o uma chave USB.

Aquí encontrará mais informação

Horários de atendimento:

Segunda-feira 13:00 - 17:00
Terça-feira a sexta-feira 10:00 - 12:00

Contato:Peter Wolff
Christian Fey
Telefone:Peter Wolff, Tel.: +49 30 266 45 3121
Christian Fey, Tel.: +49 30 266 45 2202
E-Mail:fonoteca@iai.spk-berlin.de


2017 || Ibero-Amerikanisches Institut Preussischer Kulturbesitz
http://www.iai.spk-berlin.de/